“Iremos retornar a nossa programação regular em um minuto … ” ( Vamos matar o Ciclo da Inteligência )

Por: Kristan J. Wheaton
Original em : http://sourcesandmethods.blogspot.com.br/2011/05/well-return-to-our-regularly-scheduled.html

Minha intenção hoje era mergulhar diretamente na minha série sobre o círculo da inteligência e porque devemos nos livrar dele (e colocar de uma vez por todas uma estaca através do seu coração, acredito que foram estas as palavras que eu usei … ).

No entanto, no fim de semana, recebi uma enxurrada de e-mails e o post recebeu uma série de comentários e ocorreu-me que, antes de ir diretamente a discussão seria interessante efetuar uma análise menos científica dos sentimentos sobre esta questão.

Usando a ferramenta Swayable ( que muito de vocês já testaram aqui e aqui ), eu pretendo primeiro testar a hipótese subjacente a este estudo e após duas perguntas relacionadas pretendo testar sua percepção sobre o Círculo da Inteligência e seu lugar na teoria da Inteligência.

Nota do tradutor: o estudo ( diga-se de passagem ) vai ser refeito aqui no Brasil. Vai inclusive servir de termômetro para saber quantas pessoas temos interessadas nesta evolução da Inteligência em território nacional.

O teste da hipótese

A primeira questão é: “O Ciclo tradicional da Inteligência é uma representação perfeita do atual processo da Inteligência? Por “perfeito” quero dizer perfeito — se realmente o ciclo da Inteligência é um modelo preciso de como o processo da Inteligência é atualmente executado ? Questões triviais contam aqui ( iremos lidar com elas mais tarde ).

{C} {C}

Algo um pouco mais substancial

A segunda questão trata do grau em que o ciclo é imperfeito ( supondo que você pensou que ele era imperfeito em primeiro lugar ): “Os benefícios que se derivam da continuidade do uso do Ciclo da Inteligência como uma representação do processo de Inteligência superam os custos ?”
Peço-lhe que analise cuidadosamente os custos e os benefícios antes de responder.

{C} {C}

Finalmente, quero chegar diretamente às suas crenças: “Sem uma clara referência à perfeição ( ou imperfeição ), os custos ou benefícios, você acredita que uma melhor descrição geral do processo de Inteligência moderna é possível ?” ( Nota: um crédito extra para quem adivinhar porque eu escolhi as imagens de Leibniz e Voltaire e um outro cŕedito extra para quem descobrir quem é quem nas imagens ).

{C} {C}

Bom, é isto. Por favor, não hesite em passar este post ou a série para qualquer pessoa que possa se interessar. Além disto, por favor, não hesite em participar da discussão, enviando-me um e-mail ( Nota do tradutor: para o autor original, em inglês ou para o tradutor, em português ) ou postar um comentário ( os comentários são mais interessantes pois podem ser vistos por todos, mas entenderei caso você entenda que isto não é interessante para você ).

Próximo : A desconexão entre a teoria e a prática

Leia os outros textos da série :

1. Vamos matar o ciclo da Inteligência ( pesquisa original )