O dia em que o coelhinho da páscoa pediu 10 mil para não publicar as fotos ….

Tempo de leitura: 1 minuto

Eu iria fazer um post sério, daqueles em que eu perco meu tempo analisando a história. Sim, eu iria.

Até o advogado da referida moça inventar aquela história para boi dormir .

Ah, de quem eu estou falando. Da dona Dieckman, que virou literalmente a vedete das midias socias na sexta-feira, quando um set de fotos da moçoila alcançou o estrelato nas mídias sociais.
Comentado em todos os canais, seja ele Facebook ou Twitter, a moça e sua vasta cabeleira ganharam os noticiários de todo o Brasil.

Até aí, tudo bem. Usuário é um bicho bôbo. Clica em tudo que vê ( e acha bonitinho ) e depois reclama que tem um monte de janela abrindo. Coisa de hacker, eles dizem.

Eu já diria que é coisa de mouse ( com vida própria ), mas muitos não me levam a sério, pois potergeist é coisa de filme né ?

Boa moça como é, a Dieckman contratou um advogado. E o advogado, achando que a opinião pública é boba, tratou de inventar uma história bonita, em que a mocinha ( sei lá se este é o nome certo ), foi chantegeada em 10 mil.

O mais bonitinho é que ela iria dar um flagra no meliante, mas resolveu não fazê-lo, pois Papai Noele Coelhinho da Páscoa não são tão fáceis de ser pegos né ?

Coelhinho

No fim, ficamos nós aqui esperando a história de verdade. Porque somente num cérebro de artista global uma história tão ameba iria colar né ?

Agora é sério … levar a sério esta história da Dieckman, tá difícil viu ….

Dieckman

 

Sobre ataliba

Analista de Sistemas com especialistas em Unix/Linux e Redes de Computadores aprendeu a gostar de segurança da informação durante sua atuação profissional e após uma Pós, se apaixonou por inteligência e ContraInteligência.