Usuários mais jovens já começam a ver o Facebook como passado

E o conflito de gerações começa a chegar nas redes sociais.

Sim porque esta é a primeira geração que tem os mesmos interesses que os filhos, ou seja, esteve inserida na tecnologia e agora tem seus filhos inseridos nesta realidade.

De acordo com um estudo os mais jovens ( bizarro eu pensar que agora estou chamando os outros de jovens caminhando agora para os enta ) já estão considerando o Facebook morto e queimado.

Ou seja, como qualquer nova geração eles não querem se ver inseridos no mesmo local ( seja virtual ou físico ) que os mais velhos.

Conflito de gerações

Conflito de gerações

Esta realidade pode começar a mudar o formato do próprio Facebook com o tempo e ainda a gerar problemas para o seu valor de mercado.

De acordo com os estudo o Snapchat está sendo usado pelos jovens para se comunicar com os amigos mais próximos ( ou seja, a turma que sempre temos quando jovens e, se o carinha tiver sorte, vai ficar quarentão com os mesmos amigos de adolescência, como eu tive ) , Whatsapp para conhecidos e o Twitter para falar com qualquer um ( já que é uma mídia um pouco mais diferente ).

De acordo com o estudo o Facebook começou a ser utilizado pelos mais jovens para ficar em contato com os mais velhos ( ou seja, nós ) , irmãos ou parentes mais próximos que foram para a universidade.

A mim isto não parece tão estranho. Jovens gostam de velocidade e nada mais interessante que receber as coisas ali direto no seu celular ( como um SMS ) e responder rapidamente aos seus conhecidos e amigos.

Tanto o Snapchat quanto o WhatsApp ganharam o mundo por isto. 100% on line o tempo todo e podendo interagir em tempo real com quem você conhece.

Tudo bem que o Snapchat ( publicarei em breve uma matéria sobre um exploit em cima dele ) e o próprio WhatsApp tem seus problemas, mas o jovem em geral não tem esta preocupação.

Se o Facebook terá o mesmo fim que o Orkut ainda não sei, mas uma coisa é certa. Ele já não é mais novidade. E isto, para o jovem já é motivo para abandono.

Junte a isto as novas políticas do Facebook de publicação que estão levando a geradores de conteúdo a deixar de gerar posts na plataforma, pois as políticas pós venda de ‘posição’ no mesmo estão gerando controvérsia.

Em suma … o Facebook está começando a virar uma mídia complexa que pode com o tempo deixar de ser interessante.
Aqui mesmo no blog eu já notei que os comentários do Facebook não geram mais o mesmo impacto que geraram no passado.
Eles começaram a deixar de ser realmente interessantes, e, sendo sincero devo desativá-los deixando somente o Disqus.